terça-feira, 8 de setembro de 2009

O símbolo da radiação

O símbolo internacional da radiação, apresentado na cor vermelha ou preta em um fundo amarelo, foi criado para alertar as pessoas da presença de alguma fonte radioativa ou de um local contaminado por material radioativo.

O aviso deve ser colocado, por exemplo, nos equipamentos hospitalares que produzem radiação, nas máquinas de tratamento de radioterapia para câncer e em unidades industriais de radiografia. O símbolo também precisa aparecer em aparelhos que abrigam a fonte radioativa e servir de alerta para que esse aparelho não seja desmontado, como aconteceu em Goiânia, em 1987, com uma cápsula de césio-137, que provocou a morte de dezenas de pessoas e a contaminação de centenas de outras.

Recentemente, a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) criou um novo símbolo para ser usado nas fontes de categoria 1, 2 e 3 - as mais fortes e capazes de causar morte ou graves problemas de saúde. No novo símbolo, além do trevo representando radiação, há ainda uma caveira (indicando perigo de morte) e uma pessoa correndo, indicando que é melhor sair de perto. Este símbolo é encontrado em máquinas de irradiação, equipamentos de teleterapia para o tratamento de câncer e unidades industriais de radioterapia. O símbolo é colocado na carcaça destes equipamentos como um aviso para que eles não sejam desmontados, mas não aparece em portas de acesso das instalações, no transporte ou em contêineres com materiais radiativos.